A Arte dá saúde e bem-estar: exposições sobre artistas presos

É sabido que o contacto com a Arte propicia o bem-estar mental e liberta o espírito. Tal verifica-se em relação aos espetadores (consumidores?) de arte, mas também em relação aos artistas. Os artistas prezam a liberdade criativa e são muitos, ao longo dos tempos, os exemplos de artistas que não abdicaram da sua liberdade criativa e que foram presos por isso. Outros casos houve em que artistas foram presos por motivos mais fúteis, às vezes condenáveis. Em qualquer caso, enquanto estavam na prisão, a maioria dos artistas continuou a imaginar e a criar, nem que fosse só nas suas cabeças. Continuando na linha de que a Arte dá saúde e bem-estar, que preside às atividades da BECRE neste ano letivo, realizaram-se, nos meses de dezembro e janeiro, nas duas escolas secundárias do Agrupamento, exposições alusivas a artistas que estiveram presos, à sua experiência na prisão, e à liberdade que continuaram a ter através da sua imaginação.