DICA – Enquadramento do projeto Ideias com Mérito 2015-17

 

O Projeto DICA (Dominar a Informação Certa com Astúcia), da iniciativa da BECRE-AEPM, foi aprovado pelo Conselho Pedagógico, na sua reunião de 25 de junho de 2015, considerando que «constitui uma resposta promissora ao problema, frequentemente referido, de que muitos alunos, na elaboração dos seus trabalhos, se limitam a copiar e colar conteúdos da Internet, evidenciando falta de sentido crítico quanto à qualidade e à quantidade das fontes de informação que usam; sendo o desenvolvimento destas competências moroso, torna-se muito difícil à maioria dos docentes fazê-lo de forma estruturada e sistemática nas suas aulas, pelo que este projeto, em articulação com os seus professores dinamizadores, vai facilitar muito essa tarefa. Por outro lado, vai também permitir introduzir novas formas de leitura extensiva nas aulas de Português, nomeadamente através da utilização de obras da Educação Literária em formato digital.»

Com efeito, embora sendo crença popular que os alunos atuais, nativos digitais, sabem “tudo” sobre computadores e novas tecnologias, quem trabalha nas escolas, e especialmente os professores bibliotecários, sabem que tal é um mito e que os conhecimentos dos alunos são grandes apenas nas áreas que lhes interessam e com as quais lidam diariamente. Ora, o chamado “circuito da informação”, isto é a capacidade de localizar fontes de informação, selecionar a informação adequada em função da tarefa a realizar e da validade das fontes escolhidas, e organizar e apresentar a informação selecionada em função do destinatário, constituindo um conjunto de competências essenciais a qualquer cidadão na sociedade da informação em que nos inserimos, é frequentemente uma realidade não dominada por muitos alunos. E, com a transição da esmagadora maioria do conhecimento para o mundo digital, esses problemas só poderão agravar-se.
Por outro lado, embora os programas e orientações curriculares incluam referências à aquisição de competências (ou capacidades) na área da literacia da informação e dos média, muitos docentes não criam situações de aprendizagem que permitam desenvolver essas competências. Tal deve-se, entre outros, à “falta de tempo” que faz com que os docentes deem prioridade aos conteúdos específicos da sua disciplina, atitude ainda mais evidente quando se trata de uma disciplina com avaliação externa. Contudo, em muitos casos, a razão é também a falta de conhecimentos, maior ou menor, para a operacionalização desses conteúdos.

O projeto DICA (Dominar a Informação Certa com Astúcia) cria condições para o desenvolvimento das competências transversais dos alunos, em matéria de literacia da informação e dos média, através de atividades e projetos, realizados integralmente na sala de aula, em suportes digitais, compreendendo todas as fases do circuito da informação. Tal permite, em simultâneo, a operacionalização dos conteúdos curriculares e a identificação de boas e más práticas existentes, ou inexistentes, nos alunos do agrupamento. A partir dos dados observados, são definidas e implementadas estratégias para a resolução dos problemas identificados que passam por guias de boas práticas, na perspetiva dos alunos e dos professores.
O conjunto das oportunidades identificadas, bem como as estratégias e atividades utilizadas, são disponibilizadas aos docentes, constituindo-se assim um banco de estratégias e atividades que contribuem para a operacionalização das planificações do agrupamento em articulação com o Referencial da Educação para os Média.

OBJETIVO 1
Construir progressivamente um currículo de agrupamento para a aprendizagem sistemática, em contexto curricular, de competências na área da literacia da informação e dos média.

Ações propostas
Levantamento, nos programas e nas orientações curriculares dos 2º, 3º ciclos e Secundário, bem como nas planificações existentes nos Planos de Turma das turmas selecionadas, dos conteúdos que possam ser operacionalizados com atividades e projetos que permitam o acompanhamento dos alunos ao longo de todo o circuito da informação.

Impactos esperados
À medida que o projeto se desenvolver nos vários anos de escolaridade (do 5º ao 11º ano), construir-se-á um documento que reunirá os conteúdos identificados nas várias disciplinas, bem como as estratégias e atividades utilizadas nas sessões realizadas com os alunos, que servirão de sugestões.
Com o tempo, num prazo de três a cinco anos, será possível obter informação relativa à maioria das disciplinas. O documento assim construído servirá de base para que todos os docentes do agrupamento possam selecionar facilmente momentos de aprendizagem, em parceria com a BE, que permitam a operacionalização dos conteúdos das suas disciplinas mas também o desenvolvimento das competências transversais nas literacias selecionadas.

OBJETIVO 2
Identificar nos alunos lacunas e más práticas frequentes nas suas competências de literacia da informação e dos média e elaborar estratégias, atividades e materiais que permitam para a sua superação.

Ações propostas
– Seleção de 3 turmas no ano letivo 2015/2016 (5º, 8º e 9º anos) e três no ano letivo 2016/2017 (6º, 7º e 10º anos) para a implementação do projeto.
– Realização de duas sessões iniciais de formação para cada turma, pelo professor bibliotecário, relacionadas com a pesquisa avançada de fontes de informação na Internet e com modelos de elaboração e apresentação de trabalhos / projetos.
– Reuniões preparatórias, com os docentes das turmas, para a definição dos conteúdos que deverão ser apreendidos e das características do produto a realizar pelos alunos.
– Elaboração dos trabalhos na sala de aula, em modalidade de pares ou de pequenos grupos, utilizando tablets para o acesso à informação. Os dinamizadores do projeto e o professor da disciplina acompanham os alunos e, simultaneamente, identificam lacunas e más práticas existentes nas várias fases do circuito da informação.
– Análise das lacunas e más práticas identificadas nas aulas em função da sua frequência e do seu impacto no produto final.
– Elaboração de materiais de apoio ao utilizador que respondam às lacunas e más práticas identificadas, para os alunos das turmas e para a comunidade.
– Formação dos docentes do agrupamento relativamente às boas práticas identificadas no âmbito do projeto.

Impactos esperados
Melhoria das competências dos alunos nas literacias da informação e dos média. A evolução das competências dos alunos será avaliada numa perspetiva de dois anos letivos.

OBJETIVO 3
Estimular práticas de ensino cooperativo entre a biblioteca escolar e os docentes na área das literacias da informação e dos média.

Ações propostas
Implementação do serviço “Quero uma mãozinha…” para:
– Os alunos poderem mais facilmente solicitar apoio no espaço da biblioteca;
– Os docentes poderem solicitar a participação da biblioteca no processo de ensino-aprendizagem através do planeamento e da operacionalização conjunta de conteúdos curriculares em moldes semelhantes aos descritos no objetivo anterior, embora com caracter eventual.

Impactos esperados
Aumento das situações de trabalho cooperativo entre as BE e os docentes.
Alargamento progressivo a outros docentes e outras disciplinas aproveitando a dinâmica criada com as ações propostas para as turmas alvo do projeto.

RECURSOS
– 3 professores dinamizadores em 3 escolas (ESPM, ESMA, EB2MOP)
– 14 tablets de 10″
– 3 conjuntos de 14 e-books de títulos constantes da Educação Literária prevista nas metas de Português.