Alunos do AEPM cada vez mais próximos da final do CNL

Tendo sido já realizadas todas as provas escritas da fase intermunicipal do 14º Concurso Nacional de Leitura, estão de parabéns os alunos Rita Pereira e Lorenzo Reis (1º CEB), Mafalda Valente e Letícia Ferreira (2º CEB), Manuel Bispo e Marta Ferreira (3.º CEB), Constança Marques e Sónia Paulo (Secundário).
Serão oito os alunos dos diversos níveis de ensino a integrar a equipa do AEPM que, no próximo dia 21 de abril, rumará a Leiria para as provas orais, que decorrerão presencialmente no Teatro Miguel Franco e contarão com duas etapas. Na primeira, haverá uma prova de leitura em voz alta. Na segunda, uma prova de conhecimentos (para o 1.º e 2.º CEB) ou de argumentação (para o 3.º CEB e Secundário).
A fase intermunicipal irá apurar dois dos cinco de cada nível de ensino a concurso. Os oito finalistas participarão, no dia 5 de junho, na fase final, em Oeiras.
A atividade será difundida em tempo real através do Facebook da entidade organizadora, a Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira, cujo endereço é: https://www.facebook.com/BMALV.

Ler n@ rede… foi o melhor remédio

Com a situação pandémica, não foi possível realizar nas escolas atividades no âmbito do já tradicional Mês da Leitura. Algumas das atividades que se realizavam habitualmente estimulavam a participação da comunidade educativa à volta da leitura. De modo a manter esse espírito, a Biblioteca desafiou alunos e professores das duas escolas secundárias do Agrupamento a gravarem leituras em vídeo para difusão nos canais das redes sociais da Biblioteca e do Agrupamento. Conseguiram-se assim 30 vídeos com momentos de partilha de leituras, que foram divulgados ao longo do mês, e que permitiram levar a leitura à comunidade escolar e local.
Os vídeo difundidos podem ser vistos na página de Facebook da Biblioteca, aqui.
A Biblioteca agradece a todas e todos os que se disponibilizaram e ousaram ler para o mundo.

Ler Consigo… no Mês da Leitura

This slideshow requires JavaScript.

Trazer outros leitores e outras leituras para as aulas de Ler+ é também um dos objetivos desta disciplina de oferta, específica do Agrupamento de Escolas de Porto de Mós, destinada aos alunos que frequentam o 7.º ano. Este ano, no âmbito do Mês da Leitura, algumas turmas convidaram pais, mães, familiares e também professores de outras disciplinas que não a de Português, onde normalmente se fala de leitura. No 7.ºA, um pai, duas mães e uma irmã dos alunos aceitaram partilhar com a turma, em duas sessões @ distância, alguns dos seus autores e livros favoritos, lendo excertos ou fazendo sugestões de leitura. No 7.ºD, os alunos receberam a visita da professora de Geografia, por instantes investida noutro papel. Outras iniciativas deste género estão ainda previstas para o 3.º período, em função da disponibilidade dos intervenientes.

Resultados do IV Concurso Concelhio de Leitura

A vencedora do IV Concurso Concelhio de Leitura de Porto de Mós foi a aluna Filipa Simões do Centro Escolar das Pedreiras. Em segundo lugar ficou Matilde Moniz, da EB1 de Casais Garridos e em terceiro, Letícia Ascenso da EB1 do Juncal. Em quarto lugar ficaram Alice Barreiro, da EB1 de S. Bento, Francisco Inácio, do Centro Escolar de Porto de Mós e Pedro Conde da EB1 n.° 2 de Mira de Aire.

As provas, uma de leitura em voz alta e outra de argumentação, decorreram na Biblioteca Municipal de Porto de Mós, durante a manhã de quinta-feira, 25 de março.

A Arte dá saúde e bem-estar: exposições sobre artistas presos

É sabido que o contacto com a Arte propicia o bem-estar mental e liberta o espírito. Tal verifica-se em relação aos espetadores (consumidores?) de arte, mas também em relação aos artistas. Os artistas prezam a liberdade criativa e são muitos, ao longo dos tempos, os exemplos de artistas que não abdicaram da sua liberdade criativa e que foram presos por isso. Outros casos houve em que artistas foram presos por motivos mais fúteis, às vezes condenáveis. Em qualquer caso, enquanto estavam na prisão, a maioria dos artistas continuou a imaginar e a criar, nem que fosse só nas suas cabeças. Continuando na linha de que a Arte dá saúde e bem-estar, que preside às atividades da BECRE neste ano letivo, realizaram-se, nos meses de dezembro e janeiro, nas duas escolas secundárias do Agrupamento, exposições alusivas a artistas que estiveram presos, à sua experiência na prisão, e à liberdade que continuaram a ter através da sua imaginação.

Vem aí a Semana (mês) da Leitura

Embora em tempos de grande incerteza, a BECRE-AEPM não deixará de celebrar este ano a Semana da Leitura, que se estenderá por todo o mês de março. Assim, estão previstas as seguintes atividades (à distância):

  • Para os alunos do 3.º CEB e Secundário, o desafio «Ler n@ rede é o melhor remédio», em que estes poderão gravar as suas leituras (prosa ou poesia), que serão depois difundidas nas redes sociais da BECRE.
  • Uma sessão das «Conversas com livros», agendada para o dia 19, depois de jantar, também com alunos do ensino Secundário.
  • Para o 1.º CEB, decorrerá o IV Concurso Concelhio de Leitura, nos dias 24 (prova escrita) e 25 (provas “de palco”).
  • Haverá ainda sessões de histórias «em linha», para os JI e EB1.
  • Prevista, está também uma ação sobre Jogos de Fuga Educativos (Escape Rooms) para os docentes do AEPM interessados.

Apurados concorrentes para a fase intermunicipal do CNL

Estão já apurados todos os alunos dos diversos níveis de ensino que irão representar o concelho de Porto de Mós na fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura, que se indicam a seguir:

1.º CEB
Rita Pereira (EB1 de Alqueidão da Serra)
Lorenzo Reis (EB1 da Calvaria)
Kyara Rodrigues (EB1 de Mira de Aire n.º 1)
Maria Inês Dias (EB1 de Porto de Mós)

Continuar a ler

Vai cuidAR-TE… a ARTE dá saúde e bem-estar!

This slideshow requires JavaScript.

Nos tempos difíceis que atravessamos, o contacto com a Arte é um dos melhores remédios para ajudar ao nosso equilíbrio mental. Por isso, neste ano letivo, a Biblioteca escolheu a ARTE como fio condutor das suas atividades, especialmente nas duas escolas secundárias do Agrupamento.
Assim, realizaram-se ao longo do primeiro período várias atividades destinadas a chamar a atenção da comunidade escolar para os benefícios da Arte, começando pela criação de um vírus “bom” que disseminou a mensagem através de slogans como “O que ARDE cura? Não! A ARTE cura!”, “Infeta-te com Literatura!”, “Uma peça musical imuniza-te contra o mal!”, entre outros.
No mês de novembro, foram apresentados artistas que, confrontados com situações de doença ou de incapacidade, encontraram na Arte um meio para ultrapassarem as suas dificuldades, nas áreas da literatura (Hans Christian Andersen, Fernando Pessoa, Phillip K. Dick, Paulo Coelho, António Lobo Antunes…), da música (Mozart, Ray Charles, Seal, Camila Cabello,…), ou da pintura (Edvard Munch, Salvador Dalí, Frida Kahlo,…), e ainda filmes que retratam situações em que a Arte tem um papel fundamental no bem-estar.
Em dezembro destacaram-se artistas que foram perseguidos, presos ou exilados, por causa da sua arte ou da sua vida pessoal, mas que encontraram de novo na Arte um caminho para o seu bem-estar.
Paralelamente foi lançado um concurso de fotografia, intitulado FotogrfAR-TE, aberto a toda a comunidade escolar, e destinado a estimular a criatividade e o sentido de observação através de fotos relacionadas com os temas das exposições (“A Arte dá saúde e bem-estar” e “Coisas presas”). Este concurso irá prosseguir ao longo do ano, o mesmo acontecendo com outras atividades ligadas a esta temática, a começar pelos livros selecionados para a fase de escola do Concurso Nacional de Leitura.