Árvore da Poesia na Biblioteca Municipal

Árvore da Poesia

Esta árvore é o resultado do trabalho conjunto das crianças dos Jardins de Infância, do 1º e 2º ciclos do concelho de Porto de Mós, no âmbito da Semana da Leitura. A Primavera e a Poesia foi o tema desenvolvido nas diferentes turmas. Dos mais pequenos aos mais velhos, todos colaboraram na construção de um poema sobre a Primavera. O resultado foi bastante interessante e colorido. Todos os participantes estão de parabéns.

A gralha Camila descobre a biblioteca

Camila sentada num livro

Era uma vez… Nas serras que rodeiam Porto de Mós, vivia uma gralha de bico vermelho chamada Camila. Camila era muito curiosa e gostava de saber tudo sobre todas as coisas. Quando era pequena, passava o dia a fazer perguntas à mãe, ao pai e aos vizinhos. No início, a mãe, o pai e os vizinhos tinham sempre resposta para todas as perguntas de Camila. E algumas não eram nada fáceis… Camila perguntava, por exemplo: – Porque é que o céu fica vermelho ao fim da tarde? E logo a mãe respondia: – Não vês, Camila, que é o reflexo do sol quando se deita no horizonte? Ou então queria saber porque é que, às vezes, chovem pedrinhas de gelo. Logo o pai lhe explicava que isso se devia ao congelamento das gotas de chuva. Continuar a ler

A gralha-de-bico-vermelho

gralha_bico_verm001

A gralha-de-bico-vermelho (Pyrrhocorax pyrrhocorax) pertence à ordem Passeriformes e à família Corvidae. Os corvídeos são um grupo de aves de grande sucesso, numeroso e diversificado, tendo algumas espécies aproveitado as oportunidades criadas pelo homem (aumento das áreas de cultivo e urbanas, diminuição das aves de rapina e outros predadores) para aumentarem as suas populações, podendo, por vezes, constituir verdadeiras pragas. Na Europa, a família Corvidae está representada por doze espécies encontrando-se oito em Portugal. Os corvídeos existentes em Portugal são o gaio, o corvo, a pega-azul, a pega-rabilonga, a gralha-preta, a gralha-de-nuca-cinzenta, a gralha-calva e a gralha-de-bico-vermelho. Continuar a ler

BECRE de Porto de Mós adopta gralha de bico vermelho para mascote

Camila

A equipa da BECRE do Agrupamento de Escolas de Porto de Mós decidiu adoptar a gralha de bico vermelho, uma espécie protegida do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, para mascote, nas intervenções junto dos alunos do pré-escolar e 1º Ciclo. Sob a forma de um fantoche (na imagem), foi baptizada com o nome de Camila e será a mediadora das próximas acções de itinerância da equipa pelas EB1 e JI do Agrupamento. Esperem então, para breve, «A Visita da Camila».