Notícia da Implantação da República no «Leiria Ilustrada»

leiria_ilustrada_6out1910

Viva a Republica Portuguêsa!
Acaba de ser proclamada a REPÚBLICA PORTUGUESA na capital com a adhesão de todo o paiz, á custa da heroicidade do povo e exercito reunidos para salvar a Patria do abysmo em que estava prestes a cahir.
Monarchicos e Republicanos luctaram com valor, juncando o solo de cadaveres.
A uns e outros, nossos irmãos pelo sangue, pelas crenças e pela Patria, o tributo do nosso respeito e admiração. Gloria e paz aos mortos, honra aos vencidos e VIVA A REPUBLICA PORTUGUÊSA.
Em Lisboa, toda a guarnição e armada adheriu á nova forma de Governo, e com as bandas militares á frente percorreram as ruas tocando o hymno republicano no meio do maior delirio.
A familia real está a bordo d’um navio de guerra e vae expiar longe da nossa Patria os erros d’um passado que precisamos esquecer, pela Moralidade, pela Verdade e pela Justiça.
Fundar-se-ha assim uma Republica para todos os portugueses, os quaes, para honra de todos, devem ser, de hoje em deante, mais do que amigos – irmãos.

POR LEIRIA

Ás 3 horas da manhã, um automovel conduzindo uma familia franceza, trazia a noticia de que a Republica fôra proclamada em Lisboa, e dava pormenores sobre os acontecimentos.
Ás seis horas da manhã, outro automovel, arvorando a bandeira verde e vermelha, conduzindo o cidadão Antonio Joaquim Leitão, de Vila Nova de Ourem, que trazia as primeiras noticias oficiaes sôbre o resultado da luta e os nomes que acima indicamos que constituem o governo provisorio da Republica Portuguesa.

Rapidamente se juntou ali grande quantidade de povo que arvorando bandeiras republicanas, e com o presidente da Comissão Distrital e das Comissões Municipal e Paroquial á frente, se dirigiram sucessivamente ao quartel general, governo civil e quartel de infantaria n.º 7, sendo recebidos com as maiores deferencias e declarando respeitarem o novo governo constituido, ficando á espera das respectivas comunicações oficiaes.
Nos Paços Municipaes, foi arvorada a bandeira republicana, e da varanda municipal foi proclamada a Republica pelo cidadão Gaudencio Pires de Campos no meio do maior entusiasmo, cantando o povo a Portuguêsa e a Marselhêsa.
Há o maior entuziasmo na cidade. Os operarios abandonaram o trabalho e juntaram-se aos manifestantes.
O comercio fechou as suas portas.
Acaba de chegar muito povo da Vieira, Marinha Grande, de outras povoações e a filarmonica dos Pouzos.
As Comissões Republicanas fôram esperar ao caminho o novo governador civil, Dr. José Eduardo Raposo de Magalhães que vem acompanhado de muito povo de Alcobaça.

—————————————————————————————

Leiria, 6 de Outubro de 1910
2.º Suplemento ao n.º 257 de “Leiria Ilustrada”
«Semanario Orgão do Partido Republicano»
Redator Principal e proprietario GAUDENCIO PIRES DE CAMPOS
Composto e impresso na Imp. Commercial, à Sé – LEIRIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *