«O dia Triunfal» de Fernando Pessoa na ESMA

Em 8 de março de 1914, Fernando Pessoa escreveu «trinta e tantos poemas a fio» criando aquele que viria a ser o seu «mestre»: Alberto Caeiro. Nas palavras de Pessoa, esse «Foi o dia triunfal da minha vida, e nunca poderei ter outro assim».

Foi para relembrar esse dia, símbolo da extraordinária produção poética de Fernando Pessoa e dos seus vários heterónimos, que os alunos do 12º ano da Escola Secundária de Mira de Aire, no âmbito da disciplina de Português, e em colaboração com a Biblioteca Escolar, prepararam uns momentos de poesia para toda a escola, no passado dia 8 de março.

À hora marcada, todos os alunos, professores e auxiliares puderam conhecer ou relembrar alguns versos de Fernando Pessoa e dos seus heterónimos Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Ricardo Reis e Bernardo Soares. Passados esses momentos, numerosas personificações de Fernando Pessoa deambularam pelo recinto da escola declamando e entregando alguns versos saídos da máquina de escrever do próprio Fernando Pessoa, não obstante ser apenas em duas dimensões. Paralelamente, esteve patente na biblioteca uma exposição sobre este extraordinário poeta universal.